Neste evento, o público tem o primeiro contato com o tema de cada quadrilha

Cerca de 350 quadrilheiros irão se apresentar a partir das 19 horas

As quadrilhas do Festival São João do Cerrado de Araguaína apresentarão para o público seus temas neste domingo, 28, na Via Lago, a partir das 19 horas. O evento faz parte das diversas programações realizadas até o festival no mês de junho. Mais de 350 quadrilheiros de cinco juninas diferentes participarão do evento.

De acordo com o secretário executivo da Cultura, Wilamas Ferreira, o ensaio também serve como confraternização entre as quadrilhas. “Após a apresentação individual, elas se unem em um quadrilhão. Daí pra frente começa a disputa pelo prêmio que todo ano é bastante acirrado”.

A menos de um mês, nos dias 10 e 11 de maio, na Praça das Bandeiras, está programada a escolha das rainhas Mirim e da Diversidade. Já em 25 de maio, a Praça das Nações recebe o concurso da Rainha Adulta e do Casal Cangaço do São João do Cerrado. E no período de 20 a 23 de junho, o Parque Cimba será palco da 19ª edição do São João do Cerrado.

Temas revelados

As cinco quadrilhas confirmadas para essa edição do São João do Cerrado são Os Fêi de Cum Força, Encanto do Luar, Os Malacabados e Arranca Toco. A junina Saco Furado segue sem confirmação de presença.

Os Fêi de Cum Força trarão o tema “Viva”; já a Encanto do Luar apresentará o tema “A Fonte do Desejo”; Os Malacabados mostrarão o tema “A poção – Os desafios do amor”;  de volta nesta edição, a Arranca Toco vem com o tema “Os Refugiados”; e a Explosão AR ainda não divulgou seu tema.

Ensaios intensificados

Em 2018, com o tema “A vida imita a arte”, a junina Os Malacabados encantou o público com a história de um casal de marionetes que sonhava se casar numa noite de São João.  De acordo o presidente da quadrilha, Relderson Sousa, os ensaios estão a todo vapor para continuar surpreendendo os jurados e espectadores.

“Nós estamos ensaiando de terça-feira a domingo. Das 22 até 1 hora da madrugada durante a semana, por causa dos quadrilheiros que fazem faculdade. E aos finais de semana das 18 às 22 horas. É puxado, mas é que precisamos fazer pra continuar vencendo”, contou…( Marcelo Martin/Foto: Marcos Filho Sandes/Ascom)

By Editor

Webjornalista & blogueiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Show Buttons
Hide Buttons