Jovens araguainenses que completaram 18 anos têm até o dia 31 de agosto para efetuarem o alistamento militar

O prefeito de Araguaína, Wagner Rodrigues, foi empossado como presidente da Junta Militar local na última terça-feira, 17. A cerimônia foi realizada no Palácio Tancredo Neves, onde fica a unidade de alistamento, e contou a presença do delegado do serviço militar tenente Edilson de Araújo, secretários e servidores municipais.
 
“Temos uma boa relação com as Forças Armadas, que já participaram de várias ações em Araguaína e esperamos outras no pós-covid. Essa parceria é um ato cívico, que nossa gestão vai manter, cedendo a estrutura para a Junta Militar”, afirmou Wagner. A última operação do Exército no Município foi em julho de 2019, quando a 23ª Brigada de Infantaria de Selva usou a Escola Municipal Joaquim Carlos Sabino como posto de comando e realizou treinamento regional e atividades gratuitas para a população.
 
A Junta Militar de Araguaína registra média de 300 alistamentos por mês e atende também moradores de cidades vizinhas. “O alistamento deve ser feito no local mais próximo de sua residência, então moradores de Aragominas e Araguanã vêm para cá. Depois de alistado, o jovem passa a ser parte da reserva e pode ser convocado até os 45 anos”, explicou o delegado.
 
Ainda dá tempo
Por conta da pandemia, o prazo para o alistamento militar dos homens que completam 18 anos em 2021 foi prorrogado de 30 de junho para até 31 de agosto. O cadastro no sistema do Exército deve ser iniciado no site http://www.alistamento.eb.mil.br.  Após o documento gerado, o jovem deve se apresentar na Junta Militar do Município, à Rua 25 de Dezembro, n° 265, Centro, das 7h30 às 13h30 horas. Aqueles com mais de 18 e ainda não possuem a reservista devem fazer todo processo na Junta Militar.
 
Quem perder o prazo de alistamento e não comparecer à Junta Militar, além de receber multa, não poderá realizar uma série de funções e atividades como cidadão, como obter passaporte e título de eleitor, ingressar como funcionário público, fazer curso um superior, ter carteira de trabalho ou receber qualquer prêmio que seja concedido pelo Poder Executivo.

 

A Junta Militar de Araguaína registra média de 300 alistamentos por mês e atende também moradores de cidades vizinhas

Fonte: Marcelo Martin – Foto: Marcos Sandes/Ascom

Posts recentes

Categorias

https://selo144.wordpress.com

By Editor

Webjornalista & blogueiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Show Buttons
Hide Buttons