A direção da Casa de Prisão Provisória de Araguaína (CPPA) inaugurou, na última sexta-feira, 14, a reformados três pavilhões da unidade prisional, fruto de uma parceria com o Conselho da Comunidade da Execução Penal da Comarca do município, que conseguiu, junto ao Poder Judiciário, um aporte financeiro de R$ 20 mil, objetivando a compra dos materiais necessários para o serviço. A mão de obra ficou a cargo dos próprios reeducandos da unidade.

Segundo o diretor da CPPA, Raimundo Nonato Pereira Barros, a reforma era algo que a unidade precisava há algum tempo. “Não somente por questões de segurança, mas principalmente para melhorar o ambiente, deixando-o mais humanizado, com condições de proporciona rmelhor qualidade de vida aos nossos reeducandos”, comemorou Raimundo Barros.

O diretor fez questão de agradecer aos parceiros e aos colegas que colaboraram para que o trabalho se tornasse viável. “Não podemos deixar de agradecer ao Conselho da Comunidade,que conseguiu esse aporte financeiro junto ao Judiciário; ao juiz da 2ª Vara Criminal e Execuções Penais, Antônio Dantas, que liberou esse valor, à psicóloga do Central de Execuções de Penas e Medidas Alternativas (Cepema), Bernadete Galdino, e a todos os servidores da unidade que ajudaram muito”,disse.

Além disso, a unidade prisional ganhou reforma na tubulação hidráulica do prédio, algo que, segundo o diretor,vai gerar uma economia significativa na conta de água. Além da reforma estrutural e estética, foram adquiridas, pela direção da unidade, lixeiras a serem colocadas nas celas. Garrafas térmicas para manter a água fria também foram introduzidas no interior da carceragem. (Willian Borges/Governo do Tocantins)

Posts recentes

Categorias

By Editor

Webjornalista & blogueiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Show Buttons
Hide Buttons