A junina araguainense trouxe tema social sobre o drama dos refugiados e seu conflito com os imperianos. Final foi neste domingo, 23, no Eco Parque Cimba

O evento realizado pela Prefeitura de Araguaína teve a premiação total de R$ 10 mil, sendo R$ 5 mil para a primeira colocada, R$ 3 mil para a segunda e R$ 2 mil para a terceira

A Arranca Toco foi a grande campeã do Festival São João do Cerrado de Araguaína, realizada no Eco Parque Cimba, neste final de semana, de 21 a 23. Nessa edição, a junina trouxe o drama vivido pelos refugiados ao chegar em terras onde os poderosos tentam os expulsar e conquistou o primeiro lugar por apenas quadro décimos de diferença, com 180 pontos.

A Encanto do Luar foi a vice-campeã, com 179,6. O terceiro lugar ficou para Os Malacabados, com 179,5. E em quarto, com 179,1, a Explosão AR. O julgamento observou critérios como conjunto, tradição, coreografia/criatividade, figurino, repertório musical, casamento e gritador/marcador, casal de reis e casal de noivos.

“Acreditar numa temática que até mesmo dentro do próprio grupo existia resistência e trazer ela do teatro para um ambiente junino não era tão fácil. Mas a gente conseguiu fazer com que isso acontecesse, amarrando o enredo dentro da riqueza do folclore junino”, contou o presidente da junina campeã, Rogério Feliciano.

Preservando a cultura

O evento realizado pela Prefeitura de Araguaína teve a premiação total de R$ 10 mil, sendo R$ 5 mil para a primeira colocada, R$ 3 mil para a segunda e R$ 2 mil para a terceira. E ainda R$ 15 mil de ajuda de custo para cada uma das cinco quadrilhas que participaram desta edição do festival. Além das quadrilhas citadas, a junina Os Fêi de Cum Força também se apresentou, mas não foi classificada para a final no domingo.

Mais três títulos nesta edição

Além do prêmio de melhor quadrilha, a Arranca Toco venceu como melhor casamento, apresentando uma dupla união: a dos noivos e também do coronel que se rende ao amor da refugiada que o confronta e que ainda salva sua filha da cobra canina. A folclórica serpente havia sido invocada pelo próprio coronel para expulsar os refugiados.

Somou também o título de melhor casal de noivos, Pedro Santos e Naiadi Figueiredo, e melhor gritador, com o próprio presidente, Rogério Feliciano.

A bruxa que no fim era do amor

Já o troféu de melhor casal de reis ficou com a Malacabados, por Cristina Silva e Laércio Rodrigues, usando o tema “A Poção: Os desafios do amor”. A rainha teve papel fundamental na história contada pela quadrilha.

Como uma bruxa, toda de preto, ela invadiu o casamento dos noivos e lhes jogou uma maldição que só poderia ser quebrada com a realização de trabalhos. No fim, as missões eram um teste para demonstrar que o amor verdadeiro é capaz de superar todos os obstáculos.

Resultado do São João do Cerrado 2019

1º lugar: Arranca Toco: 180 pontos;

2º lugar: Encanto do Luar: 179,6 pontos;

3º lugar: Os Malacabados: 179,5 pontos;

4º lugar:Explosão AR: 179,1 pontos;

Melhor gritador: Arranca Toco, Rogério Feliciano;

Melhor Casamento: Arranca Toco;

Casal de Reis: Malacabados, Cristina Silva e Laércio Rodrigues;

Casal de Noivos: Arranca Toco, Pedro Santos e Naiadi Figueiredo.

“Acreditar numa temática que até mesmo dentro do próprio grupo existia resistência e trazer ela do teatro para um ambiente junino não era tão fácil”, explicou o presidente da Arranca Toco, Rogério Feliciano

O troféu de melhor casal de reis ficou com a Malacabados, por Cristina Silva e Laércio Rodrigues, usando o tema “A Poção: Os desafios do amor”. A rainha teve papel fundamental na história contada pela quadrilha

Posts recentes

Categorias

[jetpack_subscription_form show_only_email_and_button=”true” custom_background_button_color=”undefined” custom_text_button_color=”undefined” submit_button_text=”Subscribe” submit_button_classes=”undefined” show_subscribers_total=”false” ]

By Editor

Webjornalista & blogueiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Show Buttons
Hide Buttons