O serviço está implantado há apenas 43 dias, alcançando, até o momento, uma média aproximada de nove atendimentos diários desde o próprio lançamento

Lançada no dia 5 de dezembro de 2018, a Luna, assistente virtual da Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO), já começa a se popularizar entre as pessoas assistidas pela Instituição. Nos primeiros 43 dias após ativada, a ferramenta digital realizou cerca de 367 atendimentos, totalizando uma média próxima a nove assistências diárias que contemplaram cidadãos de diferentes regiões tocantinenses.

Tomando como base apenas o período de recesso dos órgãos do Judiciário, compreendido entre os dias 20 de dezembro ao último dia 6, quando a procura pela Defensoria costuma ser reduzida, a ferramenta digital atendeu a 60 demandas oriundas de Araguaína, Araguatins, Augustinópolis, Itaguatins, Palmas e Porto Nacional. Para o diretor da Diretoria de Tecnologia da Informação (TI) da DPE-TO, Luiz Philipe Azevedo Dias, estes números representam o quanto a Luna está sendo bem recebida.

“A atuação da Luna vem nos surpreendendo. Ela foi lançada muito próxima do recesso e, mesmo assim, já tem alcançado índices expressivos e cidades que não imaginávamos alcançar tão rápido. Durante o recesso, por exemplo, a Luna realizou atendimentos em Augustinópolis e Itaguatins, municípios do interior que não são sedes de diretorias regionais da Defensoria. Isto é um sinal de que a Luna logo vai se popularizar por todo o Estado e ser um sucesso”, afirma Luiz Philipe Dias.

Próxima fase

Nesta primeira fase de atuação, a Luna realiza apenas os agendamentos de retorno das pessoas que já passaram por um atendimento inicial em alguma das nove regionais da Defensoria. Entretanto, já está prevista a habilitação de duas novas funções. “O sistema vem se comportando da forma que esperávamos, sem intercorrências, agendando os retornos dos assistidos sem a necessidade de intervirmos. Por isto, em fevereiro, queremos lançar a segunda fase, que contemplará também os agendamentos iniciais e a interação da Defensoria com os assistidos, permitindo que defensores e servidores alertem o público já cadastrado sobre detalhes dos processos e ações do tipo”, conta o diretor de TI da DPE-TO.

Posts recentes

Categoria

By Editor

Webjornalista & blogueiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Show Buttons
Hide Buttons