Encontro em Brasília reuniu todos os coordenadores de artesanato

A base conceitual do artesanato brasileiro foi tema de reunião realizada, nos dias 1º e 2 de agosto, em Brasília, com todos os coordenadores de todos os estados brasileiros e Distrito Federal. Representaram o Tocantins, o gerente de Fomento e Promoção da Cultura da Agência de Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc), Álvaro Junior, e a técnica Lívia Iwasse.

De acordo com Álvaro Júnior, durante o encontro, voltado principalmente para os novos gestores, que assumiram as coordenações a partir de janeiro deste ano, foi repassada ponto a ponto a Portaria nº 1007, de junho de 2018, que altera o Programa do Artesanato Brasileiro (PAB), em vigor desde 1991, cria a Comissão Nacional de Artesanato e dispõe sobre a base conceitual do artesanato brasileiro.

“A portaria esclarece as prerrogativas do PAB, sua função no desenvolvimento de políticas de fomento ao setor e esclarece o que é, de fato, uma produção artesanal, de outros produtos manuais”, explica, lembrando que uma das funções dos órgãos estaduais voltados ao desenvolvimento cultural é o reconhecimento destes artesãos, a emissão da Carteira Nacional do Artesão e o estímulo à qualificação e profissionalização da categoria. “São orientações que vão ao encontro da visão de economia criativa defendida pelo governador Mauro Carlesse”, pontua Álvaro Júnior.

O Programa do Artesanato Brasileiro foi criado para coordenar e desenvolver atividades que visem a valorizar o artesão brasileiro, elevando o seu nível cultural, profissional, social e econômico, além de desenvolver e promover o artesanato e a empresa artesanal. Desde janeiro deste ano, o Programa passou a ser gerido pela Subsecretaria de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas, Empreendedorismo e Artesanato da Secretaria de Desenvolvimento da Indústria, Comércio, Serviços e Inovação, do Ministério da Economia.

Entre os participantes do encontro estavam José Ricardo de Freitas Martins da Veiga, subsecretário de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas, Empreendedorismo e Artesanato; Fabio Santos Pereira Silva, coordenador geral de Empreendedorismo e Artesanato; Fabrício Arthur Galupo Magalhães, coordenador nacional do PAB, e Nayara Rodrigues Magalhães, Chefe de Divisão.

Secretaria Especial

Ainda em Brasília, Álvaro Júnior foi recebido pelo secretário especial da Cultura do Ministério da Cidadania, Henrique Pires. Durante o encontro, o gerente de Fomento e Promoção da Cultura mostrou ao secretário as principais ações adotadas para o desenvolvimento do setor no Estado do Tocantins…( Seleucia Fontes / Secom-TO.)

Henrique Pires e Álvaro Júnior falaram sobre ações de desenvolvimento cultural

Posts recentes

Categorias

[jetpack_subscription_form show_only_email_and_button=”true” custom_background_button_color=”undefined” custom_text_button_color=”undefined” submit_button_text=”Subscribe” submit_button_classes=”undefined” show_subscribers_total=”false” ]

By Editor

Webjornalista & blogueiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Show Buttons
Hide Buttons